Tártaro Tricana

28 Maio, 2013 § Comentários fechados em Tártaro Tricana

À lata, salta-lhe a tampa, tu escorres-lhe o lubrificante.
Numa gamelita preparas o tártaro com o atum tricana. Já lhe tiraste umas lascas, cebola roxa picada muito fina, salsa e cebolinho igualmente picados, uma gema de ovo, os tomates estão desidratados garofalo [muito sol nas peles é o que dá] no entanto fizeste o favor de os demolhar em água fervente para que ficassem macios antes de os poderes esquartejar, umas bolachas de água e sal que desfizeste num almofariz com o teu pilão. Que todos se envolvam muito bem entre si e com a ajuda de uma argola de cozinha vais moldar o tártaro tricana. Acompanhas com uma salada de alfaces variadas, roxa, chicória, temperadas de azeite virgem extra, flor de sal e vinagre de frutos vermelhos [para o drama].
Acompanhante de luxo: Rosé Lobo da adega Assis Lobo Palmela bem fresco.

Tunafish burguer com abóbora menina e frutos secos

24 Janeiro, 2013 § Comentários fechados em Tunafish burguer com abóbora menina e frutos secos

Antes de mais [e como este é o primeiro post deste ano], ditam as boas maneiras que a todos deseje um bom ano de 2013. Podem começar a amolar as facas. Eu já o fiz.
Granda lata! Abres uma lata de Atum Tenório e pica-o para uma gamela, adita uns cubos de abóbora menina que murchas-te previamente numa [frigida]eira com azeite virgem extra, uma pitada de sal e pimenta. Desfaz a abóbora com um garfo incorporando-a no atum formando uma pasta homogenea. Adita ainda tomates secos picados, humedecidos em água fervente, uns gressinos integrais desfeitos no almofariz, um ovo batido, miolo de amêndoa com casca picado e bronzeado numa antiaderente e miolo de caju também ele submetido ao mesmo tratamento da amêndoa. Pasta misturada podes moldar os tuna burguers e deixá-los repousar no frigo durante 20 minutos aproximadamente.
Tic tac 20 minutos passados vais bronzear os ditos de um lado e do outro numa [frigida]eira  antiaderente bem quente, a mesma onde antes me bronzeaste os tomates, em rodelas que vais colocar sobre petisco. Acompanha com uns brócolis cozidos ao vapor, [fio de azeite], e um naco de pão caseiro alentejano torrado e lubrificado com manteiga de alho e ervas.

Risotto de abóbora menina com os tomates encharcados

8 Novembro, 2012 § 0 comentários

Preparas um belo caldo de legumes com os legumes que te aprouver, que podem ser entre outros: alho francês, cebola, cenoura, aipo, coentros, hortelã …[reserva]. Caldo pronto e ainda fervente, verte um pouco para uma taça onde vais encharcar os tomates desidratados do Sr. Garofalo. Deixa-os agora repousar.
Numa anti aderente, vais desmaiar num fio de azeite virgem um pouco de cebola roxa picada, os cogumelos tipo paris cortados em laminas, a abóbora menina cortada em cubos, o sal grosso e ervas de provence de companhia. Deixa apurar.
Num tacho de bordas largas, murchas a cebolinha roxa bem picada num belo fio de azeite virgem extra, aditas o arroz arbóreo próprio para risotto, quando o arroz ganhar luz envolvido com a cebola, juntas uma ‘copaza’ de vinho branco do bom, o arroz vai abrir e quando o vinho evaporar podes começar a aditar o caldo aos poucos, até cobrir o arroz. O caldo vai evaporando e tu vais adicionando mais até que o arroz se sinta cozido. Arroz praticamente cozido é hora de verteres o conteúdo da antiaderente para dentro do tacho e resgatares os tomates amolecidos da taça, que vais aventar para dentro do tacho. Sempre mexendo juntas 2 pacotinhos [de couver] de manteiga d’alho e uma taça de queijo parmesão ralado no momento. Podes agora finalizar em grande com o manjericão fresco picado ali. Serve de imediato. Acompanhante de luxo: Cartuxa tinto. Até te ‘lembes’

Bruschetta de Tunafish acompanhada de Peixinhos da Horta

31 Maio, 2012 § 0 comentários

Torras o panito caseiro alentejano e dás-lhe um esfregaço com um dente de alho cortado pela metade, com o pão ainda quente. Rega-o de azeite virgem extra e salpica-os de oregãos secos acabados de esgaçar do pau. Colocas sobre o pão uma folha de alface retirada das suas entranhas, quanto mais perto do olho mais estaladiça se torna. Abres uma lata de atúm Tenório escorre-lhe o lubrificante e divide-o em bocados. Podes agora envolve-lo com a folha de alface.
Mesmo antes de torrares o panito, submergiste numa gamelita alguns tomates secos e amurchanhados [garofalo], em azeite virgem extra e umas gotinhas de vinagre balsâmico. Podes agora, por os tomates em cima do atum. Corta uma rodelas de rabanete bem finas, quase da grossura de uma folha de papel vegetal, e coloca-as on top. Rega tudo com o líquido que subjou da demolha dos tomates.
Vamos aos peixinhos da horta, ou sendo mais cagaloso a dizer ” Tempura de feijão verde”. Suprimes o fio ao feijão verde e podes cozê-lo durante 6 minutos aproximadamente, para que fique mal cozido e estaladiço. Escorre. Meia hora antes de fritares os peixinhos da horta prepara o fluído em que os vais envolver, com: farinha fina com fermento, 1 ovo, um pouco de azeite virgem extra, ervas de provence, pitada de flor de sal, pimentas moídas no momento e cerca de meia mini superbock. Esgravulha tudo muito bem com uma colher de varas, até obteres uma papa com uma certa consistência, nem muito mole nem muito tesa, ali a meias carnes estás a ver? Deixa repousar. 1/2 hora passada podes mergulhar as vagens na papinha e fritá-las numa frigideira em que o óleo de girassol está bem quente. O processo é rápido, cuidado para não parecer que os peixinhos emigraram de África. Acompanhante de luxo: uma Preta, cerveja, Stout.

O Belo do Pastel de Bacalhau avec dos Tomates Secos, Salsa, Manjericão e Poejo

23 Maio, 2012 § 0 comentários

Cozes os lombos de bacalhau, priva-os das peles e das espinhas, desfia-os e reserva. Já nuas, cozes as batatas. Batatas cozidas escorres a água e em lume brando deixa-as enxugar um pouco. Esmaga-as bem. Numa gamela anti aderente murchas a cebola e o alho picado com azeite virgem extra, adita agora o bacalhau já desfiado, a batata esmagada, a salsa, o manjericão, os poejos e os tomates secos bem picados. Esgravulha tudo muito bem esgravulhado até obteres um bolo concistente. Retira do lume e aventa para uma taça, deixa arrefecer um petit peu e junta os 3 ovos bem batidos. Envolve tudo muito bem envolvido e com a ajuda de 2 colheres de sopa podes começar a esculpir os belos dos pasteis. Frita em óleo de girassol bem quente e acompanha com uma salada de alfaces variadas e rúcula. Acompanhante de luxo: Uma de Casal Garcia bem geladinho.

Almofadas de Grão de Bico com Espinafres, Abóbora e Tomates secos

30 Março, 2012 § 2 comentários

Pões o grão de bico de molho com sal, de um dia para o outro. Cozes o grão na pressão durante 30 minutos. Escorre o grão e [reserva]. Numa anti esturro, murchas a cebola picada no azeite virgem extra e junta a abóbora cortada em nacos finos, polvilhas com ervas de provence e sal grosso. Cozinhada a abóbora [reserva], murcha os espinafres na mesma gamela com um pouco de azeite e alho em pó [reserva]. Numa picadora, junta o grão de bico, a abóbora, o tomate seco e os coentros frescos. Brrrrchhhhhhhhhh…1, Brrrrchhhhhhhhhh…2, Brrrrchhhhhhhhhh…3, já está. Reserva a mistura numa taça. Parte um ovo e bate-o bem. Num almofariz desfaz uns gressinos integrais com vigor e estás pronto(a) para fazer as almofadas. Na mão coloca um pouco da mistura, adiciona alguns espinafres, molda a almofada passa-a pelos gressinos “almofarizados” e pelo ovo batido, siga para a frigideira já emulsionada de azeite virgem. Vchhh do lado A / Vchhh do lado B. Acompanha com uma “saladini de agrioni com alfatchi”. Acompanhante de luxo: Super bock STOUT, fresquinha.

Ovos destrambelhados com farinheira e ananás marcado

9 Março, 2012 § 0 comentários

Numa antiesturro marcas o ananás do lado A e do Lado B  [reserva], aventa a farinheira de porco preto cortada em rodelas, Lado A e Lado B [reserva]. Limpa o fundo com rolo de cozinha arremessa um bocado de margarina vegetal lá para dentro. Tempera os branco é galinha o põe,  com sal grosso, pitada de pimenta, un petit peu de leite e mistura de queijos ralados, esgravulha sem que as claras se homogenizem totalmente com as gemas e siga para a antisturro, deixar cozinhar até se verificar uma consistência cremosa. Torra uma fatia de pão caseiro alentejano, e desenha com fio de azeite virgem extra. Por cima coloca os ovos. Acompanha com olho de alface e finas tiras de tomate seco. Acompanhante semi luxo: Olaria Tinto Carmim do pacote de 5L com torneirinha.

Risotto de Pato

30 Novembro, 2011 § 0 comentários

Com o caldo que guardaste da cozedura do Pato para a empada de pato na posta anterior, vais fazer um belissímo risotto. Num tacho de nalgas bem pesadas, murchas uma chalota bem picadinha e quando estiver translúcida juntas o arroz arbóreo e deixas esturgir um pouco, com o arroz já bem quente deitas uma malga de vinho branco do bom para abrir o arroz, depois de passada a fumarada, começas a juntar caldo da cozedura do pato que deve estar quente, até que cubra o arroz, este processo é repetido sempre que o caldo for enxugando e até que o arroz esteja cozido. Numa frigideira à parte murchas os cogumelos marron pleuris em azeite virgem e sal, murchos os cogumelos junta-lhe, tomate seco picado garofalo, o pato cozido e já desfiado, o coração de pato laminado muito fino e também os fígados. Deixa alourar. Na última vezada de caldo junta o conteúdo da frigideira, o queijo parmesão ralado na hora e uma mão cheia de folhas de manjericão picado no momento. Esgravulha tudo e serve de imediato. Acompanhante de luxo: Encosta de Pias tintol.

Bife de perú recheado

9 Outubro, 2011 § 0 comentários

Os bifes de perú finos, ficam ainda mais finos, com as murrassas que lhes vais desferir, após os esticares e cobrires com película aderente. Retiras a película e temperas de sal, pimenta, fio de azeite e sumo de limão. Para o recheio, requeijão de Seia, azeitona verde picadinha, tomate seco e folhas de espinafres em crú. Recheias o bife e enrolas a murtalha. Passá-los pelo azeite quente e alho esmagado com casca, numa frigideira anti esturro, é o passo seguinte. Uma vez loiros, levá-los num tabuleiro ao forno (besuntado de azeite), a 180ºC durante 25/30 min. Sai da sauna e cortas os rolos com a espessura de um polegar. Serve com uns pimentos padron murchos [mas potentes], em azeite e sal grosso e uma salada de cógnitos.
Aliiiicee, … bora prá mesa!!

Bife pimenta com cogumelos e tomate seco

30 Setembro, 2011 § 0 comentários

Do Lombo, Vazia, Pojadouro ou Alcatra, passa-lhe o punho pelo lombo para amaciar o bicho, tempera de sal e pimenta. Defere uma punhada nos alhos afim de lhes esmagar a cabeça. Os tortulhos e o tomate seco já desidrataram na frigideira com azeite. Está na hora de sair e ceder lugar ao bife. Azeite, alhos e bife convivem na amena cavaqueira, 1 minuto em cada face e sai. Aos sucos deixados juntas uma natinha de soya e grãos de pimenta até que engrosse. No palco entram como acompanhamento umas ervilhacas cozidas só com sal, o bife, os cogumelos e o tomate seco, agora humedecido. Acompanhante de luxo: EA tinto colheita seleccionada.