Pão Torrado com Molho

29 Março, 2012 § 0 comentários

Torras o pão caseiro alentejano e tallha-o à medida da taça e coloca-o o fundo. Preparas o molho com cebola roxa picada, alho picado, azeite virgem extra, aperta-me os tomates de modo a privá-los das grainhas, tira-lhes as peles e corta-mos aos cubos. Junta agora os tomates à cebola e ao alho, vai mexendo em fraco lume. Adita um coche de polpa de tomate, umas gotas de picante calvé e aromatiza o molho com parmesão ralado e manjericão fresco picado no momento. Verte o molho sobre o pão e cobre a taça com uma fatia de mozzarella, sobre o queijo um raminho de alecrim e siga para a sauna com o grill ligado para bronzear. Acompanhante de luxo: Mateus emotions [até te vêm as lágrimas aos olhos] bem gelado.

Ovos destrambelhados com farinheira e ananás marcado

9 Março, 2012 § 0 comentários

Numa antiesturro marcas o ananás do lado A e do Lado B  [reserva], aventa a farinheira de porco preto cortada em rodelas, Lado A e Lado B [reserva]. Limpa o fundo com rolo de cozinha arremessa um bocado de margarina vegetal lá para dentro. Tempera os branco é galinha o põe,  com sal grosso, pitada de pimenta, un petit peu de leite e mistura de queijos ralados, esgravulha sem que as claras se homogenizem totalmente com as gemas e siga para a antisturro, deixar cozinhar até se verificar uma consistência cremosa. Torra uma fatia de pão caseiro alentejano, e desenha com fio de azeite virgem extra. Por cima coloca os ovos. Acompanha com olho de alface e finas tiras de tomate seco. Acompanhante semi luxo: Olaria Tinto Carmim do pacote de 5L com torneirinha.

Açorda à Bela d’ Alentejana

29 Fevereiro, 2012 § 0 comentários

Cá em casa é assim!!! Quando não há pão faz-se Açorda. Num tarrinho de barro esmagas o belo sal grosso, o belo azeite virgem extra, os belos dentes de alho, umas belas tiras de pimento verde, uma bela gema de ovo, abundantes e belos coentros, uma manita de belos poejos frescos. Corta o belo pão caseiro alentejano de anteontem, em belas fatias pequenas mas moderadamente grossas. Cozes a bela posta do bacalhau. Cozido o bacalhau, tira-lhe umas belas lascas. Na água da cozedura, ainda a ferver junta uma esguinchadela de vinagre. É hora de escalfar os ovos. Retira os ovos e verte a água a ferver para dentro do tarrinho. Esgravulha o caldo com uma colher e aventa com as sopas de pão lá para dentro, as lascas do bacalhau e os ovos. Acompanhante de luxo: EA colheita seleccionada Tinto.

Mousse de Couve Flor com Prosciutto e Nozes

14 Janeiro, 2012 § 0 comentários

Uma couve flor pequena de entranchas tenras, é desmanchada em pequenas porções, aproveitando só o miolo. Numa panela murchas o alho francês, com o alho roxo picado e uma chalota pequena. Uma vez doirados junta-se a couve flor, 2 batatas médias cortadas em cubos e envolve-se com os demais. Flor de sal e pimenta da Jamaica qb . Juntas 1/3 de água e 2/3 de leite meio gordo e deixas cozinhar sempre mechendo para que não verta borda fora. Numa frigideira tostas o prosciutto até que fique crocante e reservas. Torras uma fatia fina de pão cazeiro alentejano, uma vez doirado corta-o em cubos pequenos. Parte umas nozes. Com a varinha mágica ou num liquidificador desfaz o preparado da panela até que fique com a consistência de uma mousse, se estiver muito espessa acrescenta um pouco de água ou leite até adequirir o ponto desejado. Serve numa gamela de sopa, compõe com o prosciutto, as nozes, os croutons e remata com um fio de azeite virgem extra 0,4 ac., um pouco de cebolinho picado e uns grãos de pimenta moída no momento. Acompanhante de luxo, João Pires Branco bem fresquito.

Bruschetta de smoked salmon + Bruschetta de arenque sueco = amor louco

2 Novembro, 2011 § 0 comentários

Para a Bruschetta de smoked salmon: o pão alentejano torrado faz de cama; azeite virgem extra; o agrião d’água faz de colchão, de lençol o salmão fumado com ervas aromáticas, rega-se tudo com sumo de lima espremido na hora.

Para a Bruschetta de arenque sueco: pão alentejano torrado; azeite virgem extra; chucha os tomates cherry, desmaia o arenque sueco sobre os tomates, compõe com cebolinhas baby envinagradas, umas bolinhas de mostarda e uns coentros picadinhos. Remata com um pouco de flor de sal e sumo de lima espremido na hora.

Para o amor louco: Marquês de Borba, tinto.

Hamburga [como dizia a minha avó], Calimero

5 Outubro, 2011 § 0 comentários

Tempera a carne picada (metade de vaca, a outra parte de porco), com cebola ralada (no ralador do queijo), sal, pimenta, uma gema e tostas integrais desfeitas no almofariz, molda as [hamburgas] e leva ao frigorífico para refrescar e errijecer as carnes un petit peu, 15 min. Aquece bem a frigideira anti esturro e grelhas as [hamburgas] previamente emulsionadas de azeite virgem. Aplica sobre uma fatia de pão caseiro alentejano já torrado e barrado de azeite, para cima da [hamburga] arremessa com um ovo estrelado temperado de sal na clara e pimenta na gema. acompanha com a salada da Posta anterior. Acompanhante de luxo: Mateus emotions rosé entre os 8 e os 10ºC.

Bruschetta [do mediterrâneo]

22 Setembro, 2011 § 0 comentários

Pão alentejano torrado [do mediterrâneo]; esfregaço de alho roxo [do mediterrâneo]; azeite virgem extra [do mediterrâneo]; mozzarella de bufala [do mediterrâneo]; olivas picadas [do mediterrâneo]; chucha, os tomates maduros [do mediterrâneo]; coentros para o toque fresco, oregãos para o toque seco [do mediterrâneo]. Rega tudo com fio de azeite de onde?

Mango salad com cebolas caramelas

22 Setembro, 2011 § 0 comentários

Hoje é um dia especial; Mango salad com cebolas caramelizadas em molho de soja e mel; alfaces variadas requeijão de Seia, croutons de pão alentejano; tomates cereja murchos em azeite virgem com sementes de sésamo; tempera com linha de azeite, sal em flôr e borrifadela de vinagre balsâmico de modena. Branco ou Tinto ;)