Ensalata burrata nos tomates cherry

3 Julho, 2015 § Comentários fechados em Ensalata burrata nos tomates cherry

Una burrata de bufala, cortada às postas entrepostada de tomatinhos [acho que já te perguntei em posta anterior, mas nunca é de mais repetir].
-Gostas de tomates? Cherry.
Moinho 5 pimentas, folhas de basílico e azeitinho do extra virgem para te olear esse queijo todo. Podes te lambuzar  acompanhada de uma torrada de pão caseiro Alentejano e d’um   belo flute de Mateus emotions, Geladini. O verão escorre em tua boca.
DSC_2480DSC_2479DSC_2470

Bruschetta de Sardines da grande lata. Sem espinhas

13 Junho, 2015 § Comentários fechados em Bruschetta de Sardines da grande lata. Sem espinhas

Em lides de Stº António e meneios de bailarico, chega a sardine [que não on’Carbón] à bela da fatia de pão alentejano [cabeçudo], previamente torrada e esfregaçada com a tua cabeçinha de alho roxo.
A Sardinha é sem espinhas, sai viçosa da lata, aterra sobre alface verde, roxa, azeitonas, manjericão fresco picado e pergunta-te:
– Gostas de tomates, cherry?,
e tu chegas-lhe com oregãos ao lombo esfregados directamente del palo. Por último, toda essa luxúria deve ser dourada com azeite virgem extra da Herdade do Esporão.
Acompanhante de luxo: Vale dos Barris branco de uva moscatel.

bruschetta-sardinha-1 copybruschetta-sardinha-8 copybruschetta-sardinha-9 copy

#pizzaBufalanuChouricaoPicante

10 Junho, 2015 § Comentários fechados em #pizzaBufalanuChouricaoPicante

A base, amasso-ta na espalda da tábua da gradirripas, é farinha, fermento de pa[n]deiro, água, sal do grosso Castromarinense e azeitinho do virgem extra para te olear os entrefolhos. Amassa, amassa, lança o punho e amassa, tens a massa homogénea, arejada e elástica? Pranta-lhe um paninho por cima e deixa-a crescer.
Para recheio, uma boa molhanga de tomates chucha[mabucha], murchos já sem pele e privados de grainhas em azeite virgem extra, flor de sal, aromatizados com cabecinhas do alho, uma boa punhada de folhas de Basílico e uma tequinha de polpa dos tomates que trazes no pacote. Deixa apurar bem apuradinho em lume que se quer manso.
Massa evoluída, estica-a na tábua depois desta ser aspergida com farinha, pica a base com um garfo (pra que a cozedura se faça por inteiro) antes de a cobrir com o belo do molho oferecido pelos tomates. Chourição picante, cogumelos frescos finamente laminados, a mozzarella de búfala desmanchada com os teus dedos (nunca com uma faca), mozzarella ralada, parmesão ralado no momento e uma boa manada de oreganos esfregados do pau na hora. Sauna a 200ºC com ela. Compõe com umas folhas de manjericão.
Acompanhante de luxo: Lobo Syrah

pizzapizzapizza

Risotto de abóbora menina com os tomates encharcados

8 Novembro, 2012 § 0 comentários

Preparas um belo caldo de legumes com os legumes que te aprouver, que podem ser entre outros: alho francês, cebola, cenoura, aipo, coentros, hortelã …[reserva]. Caldo pronto e ainda fervente, verte um pouco para uma taça onde vais encharcar os tomates desidratados do Sr. Garofalo. Deixa-os agora repousar.
Numa anti aderente, vais desmaiar num fio de azeite virgem um pouco de cebola roxa picada, os cogumelos tipo paris cortados em laminas, a abóbora menina cortada em cubos, o sal grosso e ervas de provence de companhia. Deixa apurar.
Num tacho de bordas largas, murchas a cebolinha roxa bem picada num belo fio de azeite virgem extra, aditas o arroz arbóreo próprio para risotto, quando o arroz ganhar luz envolvido com a cebola, juntas uma ‘copaza’ de vinho branco do bom, o arroz vai abrir e quando o vinho evaporar podes começar a aditar o caldo aos poucos, até cobrir o arroz. O caldo vai evaporando e tu vais adicionando mais até que o arroz se sinta cozido. Arroz praticamente cozido é hora de verteres o conteúdo da antiaderente para dentro do tacho e resgatares os tomates amolecidos da taça, que vais aventar para dentro do tacho. Sempre mexendo juntas 2 pacotinhos [de couver] de manteiga d’alho e uma taça de queijo parmesão ralado no momento. Podes agora finalizar em grande com o manjericão fresco picado ali. Serve de imediato. Acompanhante de luxo: Cartuxa tinto. Até te ‘lembes’

Filipe Melo – Pasta fresca com os Tomates Amachucados

19 Setembro, 2012 § Comentários fechados em Filipe Melo – Pasta fresca com os Tomates Amachucados

“Em anexo, envio uma foto do meu frigorífico. Está desfocada e tirada com o “instagram” para disfarçar e não estragar muito este blog. É uma foto deprimente. É um electrodoméstico triste. É sombrio. Acho que a única coisa que poderia ser pior é se tivesse uma cabeça humana numa das prateleiras ou alguns frascos com dedos em formol. 

É a realidade com que me deparo todos os dias. Quando, pela noite fora, a fome aperta, a minha total inaptidão para a cozinha faz com que perceba que devia ter lido os livros da Filipa Vacondeus e aqueles de doces do Goucha. Durante os quatro anos em que vivi como estudante, comi arroz com atum todos os dias, com um snickers para sobremesa. Esse hábito manteve-se e hoje, quando tento estrelar um ovo, sai uma mistura entre ovos mexidos e um dejecto extraterrestre.

O convite deste blog foi um alerta – foi um sinal de que nem tudo está perdido. E, quem sabe, esta receita dará a esperança a outros como eu – a receita terá de ser tão simples e tão fácil de fazer que até eu a poderia confeccionar. Tem de ser uma receita tão eficaz que me ajude a não ter de encomendar comida e a dizer que fui eu que fiz quando convidar a mulher dos meus sonhos a jantar em minha casa. Acho que deve ser esparguete com qualquer coisa. Pode ser com qualquer coisa, desde que não seja atum. Não quero mais atum.”

Gif animado pelo chef para criar drama.

Filipe Melo

http://www.filipemelo.net/live/

A Receita:

Diriges-te à tabanca para adquirir os ingredientes de qualidade que te vão ajudar a impressionar a dama. E para te facilitar a vida podes comprar tomates já sem pele e sem grainhas, inteiros ou aos cubos numa lata, uma vasilha pequena de polpa de tomate ficção, tomates cereja, uma garrafa de azeite virgem extra, cogumelos frescos tipo Paris, um alho porro, uma embalagem de placas de massa fresca com ovo [para lasanha], queijo parmesão em pó, flor de sal, alho em pó, 2 pacotinhos de manteiga de alho, um ramo de manjericão fresco e oregãos secos que trazes no pacote.
Volta pra casa.
Podes começar a aventura, preparando os ingredientes da seguinte forma: retira as placas de lasanha fresca com ovo da embalagem e coloca-as umas sobre as outras e estas sobre a tábua, com uma faca bem afiada ou com uma tesoura de cozinha vais cortar a massa pelo lado maior em tiras finas até obteres um tagliatelle decente, nem demasiado largo nem demasiado estreito, cerca de 0,5 cm.Está na hora de me cortares os tomates cereja pela metade e o alho porro em finas rodelas, aos cogumelos aplica-lhe tratamento similar.
Ingredientes preparados vai haver molho.
Põe um pequeno tacho ao lume com abundante azeite virgem extra, alho em pó e as rodelas de alho porro que cortaste previamente e deixa ganhar bronze. Abre a lata dos tomates já privados de peles e suas grainhas, verte o seu conteúdo para dentro do tacho, se optaste pela lata de tomates inteiros esmaga-mos com uma colher de pau feito; adita a flor de sal, uma mão cheia de folhas de manjericão fresco e meio copito de vinho branco do bom. Tapa o tacho e baixa o lume para que o molho borbulhe num quente brando.
Agora vais preparar os cogumelos e os tomates cereja. Numa frigideira antiaderente deitas um pouco de azeite virgem extra, perfumas o azeite com alho em pó e aventas com os cogumelos cortados em finas rodelas lá para dentro, sem tampa deixa-os murchar. Se os tortulhos começarem a ganhar muita água à medida que murcham verte essa aguadilha para dentro do tacho do molho de tomate e volta a tapa-lo. Cogumelos prontos, reserva-os numa gamela e na mesma frigideira onde os preparaste, volta a adicionar um pouco de azeite e desta vez são os tomates cereja que me vais murchar, com os oregãos secos e um pouco de flor de sal.[Reserva]
Este é o momento de cozer a massa. Num tacho com abundante água a ferver e bem temperada de sal deves colocar a massa e deixa-la cozer durante 6 minutos. Massa cozida escorre a água e besunta-a de imediato com o conteúdo dos pacotinhos de manteiga de alho.
Está na hora de provares o molho e rectificares o tempero se for caso disso. O molho deve estar agora espesso e gostoso.
Podes agora empratar: massa no fundo do prato, molho de tomate em abundância, os cogumelos, os tomates cereja, por fim compões com folhas de manjericão fresco cortado à tesourada e o queijo parmesão ralado.
E voilá … acompanhante de luxo: EA tinto colheita seleccionada.

Bon appetit Filipe Melo

 

Bruschetta de Bacalhau com Granada

22 Junho, 2012 § 0 comentários

Põe o bacalhau de molho e no dia seguinte, coze os lombos e priva-os de pelangas e espinhangas. Agora que já tiraste umas lascas, coloca-as numa gamela e fá-las repousar no [frederico], um pouco antes de montares a bruschetta. Põe um ovo a cozer em água fria, 8 minutos depois da ebulição apaga o fogo. Coze o grão [depois da demolha que foi feita em água e sal], o feijão verde e a cenoura com uma pitada de sal, reserva numa taça e leva ao  [frederico]. Bacalhau e legumes frescos podes te preparar para empratar. Torra uma fatia de pão alentejano e ainda quente aplica-lhe um esfregaço de alho, de seguida lubrifica abundantemente com azeite virgem extra, dispõe umas folhas de rúcula sobre as costas bronzeadas, na cama de rúcula os legumes, sobre os legumes as lascas do bacalhau e as rodelas de ovo cozido. Rega tudo com azeite virgem extra, 5 pimentas moídas no momento e com a garrafa de vinagre na mão utiliza a técnica do ‘dripping’ para dar o toque ácido  ao prato. Compõe com ervas frescas. Coentros e manjericão. Acompanhante de luxo: o Casal Garcia bem gelado.

Western Spaghetti

25 Maio, 2012 § 0 comentários

Courgette: Aí os tomates !!!!
Requeijão: Coalha-me o leitinho! Bang! Bang!

Cozes o esparguete garofalo em água abundante com sal. Numa anti aderente murcha-me os tomates cereja em azeite virgem extra, alho picado, uns cubos de chouriço de porco preto de Barrancos,  courgette cortada aos cubos, ervas de provence secas, um pouco de flor de sal e pimentas moídas no momento, envolve tudo com a colher de pau feito e deixa amolecer. Esparguete cozido, escorre a água fervente e de imediato adita um bom fio de azeite virgem extra, aromatizados de alho. Podes empratar: esparguete para o fundo da taça, a molhanga que preparaste por cima, corta o requeijão de Seia em bocados generosos e coloca no topo. Remata com ervas frescas: cebolinho, manjericão e coentros, tudo picado na hora. Acompanhante de luxo: Alento, Tinto.

Bloody Crapaccio de Meloa com manjericão

24 Maio, 2012 § 0 comentários

Retiras a Meloa do frigorífico e corta-a pela metade, priva-a das sementes e tira-lhe as peles. Com uma faca bem afiada naifas as rodelas que devem ficar bem finas. Emprata e rega-as com a “bloody” Ginginha de Óbidos, at last aventa com umas folinhas de manjericão picado para cima.

O Belo do Pastel de Bacalhau avec dos Tomates Secos, Salsa, Manjericão e Poejo

23 Maio, 2012 § 0 comentários

Cozes os lombos de bacalhau, priva-os das peles e das espinhas, desfia-os e reserva. Já nuas, cozes as batatas. Batatas cozidas escorres a água e em lume brando deixa-as enxugar um pouco. Esmaga-as bem. Numa gamela anti aderente murchas a cebola e o alho picado com azeite virgem extra, adita agora o bacalhau já desfiado, a batata esmagada, a salsa, o manjericão, os poejos e os tomates secos bem picados. Esgravulha tudo muito bem esgravulhado até obteres um bolo concistente. Retira do lume e aventa para uma taça, deixa arrefecer um petit peu e junta os 3 ovos bem batidos. Envolve tudo muito bem envolvido e com a ajuda de 2 colheres de sopa podes começar a esculpir os belos dos pasteis. Frita em óleo de girassol bem quente e acompanha com uma salada de alfaces variadas e rúcula. Acompanhante de luxo: Uma de Casal Garcia bem geladinho.

Carnes Entaladas em Rolinho de massa folhada

8 Maio, 2012 § 0 comentários

Vais ao talho da tua aldeia e pedes que te piquem um belo bife da vazia e um lombinho de porco. Envolves as carnes num ménage e tempera-as com flor de sal e pimenta. Na 1 2 3, junta abóbora menina, mini gressinos integrais, coentros, fio de azeite virgem extra, sumo de meia lima. Vrchhhh…Vrchhhh…Vrchhhh. Junta o preparado às carnes macias e envolve-as muito bem.  Numa tábua estende a placa de massa folhada com a ajuda de um pouco de farinha eum rolo. Massa estendida, faz os rolos de carne e coloca-os sobre a borda da massa. Podes agora entalar as carnes. Enrola o charuto, para colar a mortalha usa gema de ovo, a mesma que vais untar os rolos. Após esta operação polvilha os rolinhos com sementes de sésamo e leva ao forno pré- aquecido a 200º C. Numa gamela anti aderente prepara uma bela molhanga de tomate. Murcha-me os tomates cherry em azeite virgem extra, alhos esmurrados, ervas de provence, flor de sal e um pouco de polpa de tomate. Molho apurado junta coentros e manjericão frescos picados. Tira os rolos do forno e corta-os na diagonal. Deglutir sem usar talheres. Podes acompanhar com uns triângulos de milho picante old el paso.  Acompanhante de luxo: Vale dos Barris Syrah.