Tártaro Tricana

28 Maio, 2013 § Comentários fechados em Tártaro Tricana

À lata, salta-lhe a tampa, tu escorres-lhe o lubrificante.
Numa gamelita preparas o tártaro com o atum tricana. Já lhe tiraste umas lascas, cebola roxa picada muito fina, salsa e cebolinho igualmente picados, uma gema de ovo, os tomates estão desidratados garofalo [muito sol nas peles é o que dá] no entanto fizeste o favor de os demolhar em água fervente para que ficassem macios antes de os poderes esquartejar, umas bolachas de água e sal que desfizeste num almofariz com o teu pilão. Que todos se envolvam muito bem entre si e com a ajuda de uma argola de cozinha vais moldar o tártaro tricana. Acompanhas com uma salada de alfaces variadas, roxa, chicória, temperadas de azeite virgem extra, flor de sal e vinagre de frutos vermelhos [para o drama].
Acompanhante de luxo: Rosé Lobo da adega Assis Lobo Palmela bem fresco.

The Legendary Tigerman – Sushi to Sashimi

25 Junho, 2012 § 0 comentários

 “A comida, para mim, é um prazer imenso. Cozinhar para os amigos ou comer fora fazem parte dos momentos mais importantes para mim. Adoro passar tempo na cozinha. E depois tenho um problema, grave, chamado Sashimi. Normalmente acompanhado por outro chamado Sushi. Acho que sou Sashimi-dependente, o que se torna grave, principalmente para os cardumes de peixe que como semanalmente. Um dos meus planos de médio prazo é fazer um workshop para aprender como cortar e confeccionar o peixe, para me poder alimentar a mim mesmo descontroladamente durante horas a fio com todo o tipo de animais marinhos maravilhosamente deliciosos. Precisarei de terapia? “

Paulo Furtado aka The Legendary Tigerman

http://www.facebook.com/thelegendarytigerman

A receita:

Levantas o nalgueiro da cama bem cedo e vais ao mercado procurar o peixe e legumes mais frescos para que possas confeccionar um prato colorido e gostoso. Desta vez o peixe escolhido foi Bonito [atum] dos Açores, bem vermelho, Salmão (preferencialmente capturado e não de aquicultura). Frutas e legumes: pepino, abacate de polpa tesa mas meio madura, manga [de avião] madura e rábano. Vais precisar de arroz para sushi, molho de soja orgânico (made in Japan), Nori (made in Japan), vinagre de arroz (made in Japan), sementes de sésamo, cebolinho, molho teriaki, wasabi, limas e queijo Philadelphia de ervas.

Preparas o filete de salmão retirando todas as partes escuras e gorduras com uma naifa bem afiada. Com uma pinça retira todas as espinhas que possam estar agarradas às carnes. Retira a pele do salmão mesmo junto ao lombo. Numa numa chapa anti aderente vais tostar a pele do salmão do lado A e B até que fique crocante [Reserva]. Tens o filete de salmão em cima da tua tábua, podes dividi-lo em partes iguais no seu comprimento. Uma parte para sashimi, uma outra para sushi.
O arroz é cozido com um pouco de kombu (alga japonesa) e sal. É arrefecido numa gamela de bambu ao mesmo tempo que se adita o molho que foi preparado ao lume mas sem ferver com vinagre de arroz, açúcar e flor de sal. O arroz ganha brilho.
Do Bonito (atum) é aproveitado para o sushi e sashimi apenas a parte do lombo que não tem filamentos nem gorduras.

Vamos enrolar os charutos a gosto:
Nori, arroz, wasabi, salmão, abacate, pepino, queijo Philadelphia, sementes de sésamo.
Nori, arroz, wasabi, bonito, manga, pele de salmão tostada, pepino, fio de molho teriaki.
Nori, arroz, wasabi, abacate, manga, pele de salmão tostada, cebolinho.
etc.

Com o gume da faca demolhado em vinagre de arroz, podes cortar os rolos.

Para os Nigiris: molha as mãos em vinagre de arroz tira pequenas porções de arroz e faz uma bolota na concha da tua mão, sobre o arroz um sashimi de salmão ou de atum.

Tudo isto leva-te a umas horas de relaxe na cozinha, as minhas foram ao som do Femina.

Acompanhante de luxo na confecção: Caipirinha. Acompanhante de luxo na degustação: Defesa Branco geladinho

Bom apetite Paulo

Patê Stº. António e sua Stª. Sardinha

13 Junho, 2012 § 0 comentários

Em véspera de Stº António não podia fugir à sardinha, mas desta vez, esgravulhada em modo Patê. Compras uma lata de filetes de sardine sem espinhas mergulhados em azeite virgem e saca-lhe a tampa. Escorre o oiro líquido mas não na totalidade. Numa tigela esgravulha os filetes com a ajuda de um garfo aditando os seguintes: uma colher de chá de manteiga de vaca com sal, uma colher de chá de mostarda dijón, uma barra de delícias do mar picada em cubos muito pequenos e finos. Já sem roupa mas com cabeça, frita em azeite virgem extra, flor de sal, umas gotas de picante calvé, alhos esmagados com casca e sumo de meia lima, uns camarões moçambicanos. Bora empratar [mas primeiro], chucha os tomates, cortados em rodelas com 0,5 cm de espessura aproximadamente. Sobre os tomates, pimento verde picadinho, flor de sal, o patê de sardinha, cebolinho picado, os camarões laminados ainda quentes [não te esqueças de chupar as cabecinhas que não foram chamadas à receita], termina com a flor dos coentros espigados on top. Rega-me os tomates com fio de azeite virgem extra e papa o petisco acompanhado de umas fatias de pão caseiro alentejano torrado . Acompanhante de luxo: EA, branco bem geladinho.

Western Spaghetti

25 Maio, 2012 § 0 comentários

Courgette: Aí os tomates !!!!
Requeijão: Coalha-me o leitinho! Bang! Bang!

Cozes o esparguete garofalo em água abundante com sal. Numa anti aderente murcha-me os tomates cereja em azeite virgem extra, alho picado, uns cubos de chouriço de porco preto de Barrancos,  courgette cortada aos cubos, ervas de provence secas, um pouco de flor de sal e pimentas moídas no momento, envolve tudo com a colher de pau feito e deixa amolecer. Esparguete cozido, escorre a água fervente e de imediato adita um bom fio de azeite virgem extra, aromatizados de alho. Podes empratar: esparguete para o fundo da taça, a molhanga que preparaste por cima, corta o requeijão de Seia em bocados generosos e coloca no topo. Remata com ervas frescas: cebolinho, manjericão e coentros, tudo picado na hora. Acompanhante de luxo: Alento, Tinto.

Salmonburguer com creme de abacate

31 Março, 2012 § 0 comentários

Compras um filete de salmão bem fresco [manda cortar na hora], livra-te de todas as partes escuras e corta-o em pequenos cubos. Tempera com flor de sal, 5 pimentas moídas, salsa picada e cebolinho picado. Corta em pedaços muito pequenos meio requeijão de Seia, bate um ovo bem batido e desfaz umas tostas integrais no almofariz, junta tudo ao salmão e faz uma bola homogénea. Podes agora moldar os salmonburguers. Cobre-os com película aderente e leva ao frigo durante 15 minutos aproximadamente. No entretanto prepara o creme de abacate com o dito, meia cebola, sumo de meia lima, pimentas moídas e flor de sal, tudo para a picadora. 3 bombadas, para que o creme fique com alguma textura e não líquido em demasia. Aquece bem uma frigideira anti-aderente besuntada de azeite virgem, coloca os salmonburguers e deixa marcar apenas cerca de 20 segundos de cada lado, ficam crocantes por fora e quase crús, muito macios e sucolentos por dentro. Acompanha com pão caseiro torrado. Acompanhante de luxo: Encostas de Pias branco bem fresquinho.

Sushi to Sashimi de salmão com requeijão de Seia & sesame seeds

5 Janeiro, 2012 § 0 comentários

Sushi to Sashimi de salmão com requeijão de Seia & sesame seeds. Nas bordas, manga, rábano, pepino e cebolinho. Acompanhante de luxo Mumm bruto de frutos vermelhos com hortelã e açúcar mascavado. Em beleza na ante-antevéspera do novo ano.