Dióspiro nas canelas com nozes

17 Outubro, 2015 § Comentários fechados em Dióspiro nas canelas com nozes

Já vi esta sobremesa converter infiéis em missionários desta fruta.
Tão simples e tão gostosa. Escolhes uma dióspira das moles com uma bela racha, quanto maior é a racha maior é a doçura. Desmanchas a fruta numa taça, aventas-lhe umas nozes alentejanas para cima, que partes ali mesmo no momento e polvilhas o doce com canela [que não de pau feita] em pó.
Já está!
DSC_3407DSC_3423DSC_3418

Tarte Tatin de Pâesscús Paraguai e Maçã Raineta

24 Setembro, 2012 § 0 comentários

Arregaça as peles dos pêssegos Paraguai (ou nectarinas doces) e as peles das maçãs rainetas, privando-te destas. Corta a fruta pelada em grados pedaços, borrifando-os com sumo de lima para evitar a sua oxidação. Numa frigideira anti-aderente que possa ir à sauna, preparas uma calda que se vai transformar em caramelo, com: açúcar, um pouco de água mineral, canela de pau feita e uma vagin de hortelã. Quando começar a ganhar pingo, adita um bocado de manteiga de vache com sal, acama a fruta e envolve-a com [o d]as caldas e deixa-a amolecer un petit peu. Retira o pau de canela e a vagin de hortelã. Fruta doce e confeccionada, apaga o lume e aplica-lhe o golpe de mesiricórdia, a saber: 3 borrifadelas de vinagre balsâmico de Modena (do bom). Sobre a fruta na anti-aderente estende um lençol de massa folhada cobrindo-a na totalidade. Pica a massa até às bordas, para que possa respirar e ganhar corpo. A sauna foi pré-aquecida a 210ºC. Frigideira para dentro do forno só te resta aguardar que a massa se faça em folha. Pronta a tarte, vira frigideira 180º sobre um prato branco para que esta ganhe a luz e a luxuria que merece. Mnham. Acompanhante de luxo, o belo do Moscatel Roxo de Setúbal bem fresquinho.

Reineta Mascavada com Ginjinha d’.Óbidos

7 Maio, 2012 § 0 comentários

Lava a Reineta e aplica-lhe 4 cortes na pele; a mesma distância deve separá-los. Do topo para o fundo, com um descaroçador arranca-lhe o caração sem que lhe fures as nalgas. Verte uma colher de chá de açúcar mascavado, uma colher de chá de canela e um cálice de de ginjinha, no buraco escuro. Pré-aquece a sauna a 200º C e siga com a maçã pró tabuleiro. Maçã assada, apaga o forno deixa arrefecer un petit peu e chama a acompanhante de luxo: ginjinha d’Óbidos. Compõe o topo caramelizado com umas folhinhas de hortelã.

Fofa de laranja com maçã às lascas

20 Fevereiro, 2012 § 0 comentários

Para a massa da fofa, 4 ovos com as gemas divorciadas das claras; caneca de açúcar amantizada com as gemas; siga para a batedeira até que o creme escorra pelas bordas da vasilha. Espreme laranja e meia para um copo e dissolve uma boa colherada de compota de laranja amarga e doce, no sumo. Junta agora o sumo ao creme, 2 canecas de farinha fina para bolos peneirada, 1 caneca mal cheia de óleo de girassol, uma colher de chá de fermento em pó. Liga a batedeira e volta a esgravulhar o creme. Podes agora bater as claras em castelo e envolve-las na massa com a colher de pau feito. Verte o preparado para uma forma previamente untada de manteiga e peneirada de farinha. Corta as maçãs em finas lascas, rega-as com o sumo de uma lima, arremessa-as para o topo da fofa e polvilha-as com canela. Siga para o forno a 190º C cerca de 45 minutos. Acompanha a fofa com uma colherada de compota de laranja com juliana de casca de clementina. Podes começar a babar.

Dióspiro de roer com Nozes

14 Novembro, 2011 § 0 comentários

Laminas o diospiro de roer, fá-lo descansar sobre o prato polvilhado de canela, impele a que as nozes abalem para cima do preparado. Mham, so simple so good.

Crocante de maça starking

9 Outubro, 2011 § 0 comentários

Tiras as casca e cortas as maçãs starking em meias luas finas. Numa vasilha juntas açúcar amarelo, farinha fina para bolos branca de neve e manteiga magra matinal, esgravulhas bem a pasta até que fique bem pegajosa. Num tabuleiro de forno colocas por camadas a matéria pegajosa, as maçãs, a matéria pegajosa, as maçãs, a matéria pegajosa, as maçãs … canela no topo, 35 min de forno a 180ºC. Comer ainda morno, só ou acompanhado com gelado de nata.

Folhado de maçã

22 Setembro, 2011 § 2 comentários

Massa folhada “entaçada” e previamente picada; sobre a massa açúcar mascavado misturado com canela; maçã riscadinha às tiras muito finas; sobre a maçã mais açúcar mascavado misturado com canela, remata para golo com um fio de mel, siga pró forno a 180º C durante aprox. 20 min. Acompanhate de luxo: bola de gelado de nata. Vou ali ao céu e já volto sim ?!!