Selade Bacalhau assade

18 Abril, 2013 § Comentários fechados em Selade Bacalhau assade

Quando chega o cheiro a Verão … [que linda é a noiva], raro é o dia em que não te ponho os tomates em Brasa. A seguir aos tomates saltam pra lá os belos dos lombos do meio. Já cheira a bacalhau.
Para as batatas oferecem-se 2 alteranativas. If (batata assada !== true) errola cada batata com casca e com um corte pelo dorso, temperadas de azeite virgem, oregãos e sal do grosso em folha de aluminio. Aventa as batatas para cima do carvão em brasa e deixa-as permanecer até que percam tesura. Else (batata cozida) cozes as batatas com pele em água temperada de sal.
Prepara-te para montares a selade, pela base a batata, de seguida tiras umas lascas ao bacalhau, os tomates cereja, agora enrrugados e assados com as peles bem bronzeadas, uma boa manada de coentros e alho roxo picado finamente.
Podes agora temperar com abundante azeite virgem extra Herdade do Esporão, um bom vinagre de vinho branco e compor com 5 variedades de pimenta moídas na hora.
Torra uma boa fatia de pão caseiro alentejano em cima da grelha que faz companhia ao lume já mortiço e fá-la acompanhar desta delícia.
Acompanhante de luxo: Vale dos Barris Branco de uva moscatel – Palmela bem geladinho

Ensopando o bacalhau com batata doce

22 Outubro, 2012 § 0 comentários

Preparas uma boa tomatada, e para isso tens de me pelar e esmagar os tomates, para lhes retirares as sementes. Corta-os em pequenos cubos. Uma cebola roxa picada, alho roxo, azeite virgem extra, poejo seco, polpa de tomate e um copito de vinho branco do bom. Tomatada apurada, juntas as rodelas de batata branca e batata doce de Aljezur. Podes juntar o lombo do bacalhau. 10 minutos e já cheira a bacalhau. Retira a posta e tira-lhe umas lascas [reserva]. Espeta-me as batatas. Estão cozidas? Podes juntar o bacalhau agora em lascas, os coentros frescos e uma gotas de picante calvé, apaga o fogo. Torra uma bela fatia de panito caseiro alentejano e com este, acama o prato até que esteja pronto a cobrir. Podes agora cobri-lo. Acompanhante de luxo: Herdade do Pinheiro, Branco fresquinho.

Açorda à Bela d’ Alentejana 2.0

9 Outubro, 2012 § 2 comentários

Cá em casa é assim!!! Quando não há pão faz-se Açorda. Numa taça o belo sal grosso, o belo azeite virgem extra, os belos dentes de alho, uma bela gema de ovo, abundantes e belos coentros, uma manita de belos poejos frescos.
Corta o belo pão caseiro alentejano que compraste 3 dias antes, em belas fatias pequenas mas moderadamente espessas. Cozes o lombo do bacalhau. Tira-lhe umas lascas. Na água da cozedura, ainda a ferver junta uma esguinchadela de vinagre. É hora de escalfar o ovo. Retira o ovo, mete os espinafres e apaga o fogo. Meio minuto, tira os espinafres e verte a água bem quente para dentro da taça. Esgravulha o caldo com uma colher e aventa com as sopas de pão lá para dentro. Monta o prato com as lascas do bacalhau pela base, os espinafres e o ovo escalfado pelo topo. Acompanhante de luxo: Vale dos barris Syrah.

Bacalhau à Braze

26 Julho, 2012 § 0 comentários

Grelhas a bela posta do bacalhau na Braze e torasforma-o em lascas sem pele e sem espinhas. Cortas uns tuberculos, semilhas ou batatas em palitos muito pequenos e finos. Aquece o óleo de girassol bem quente e frita-me os palitos, até que fiquem louros e estaladiços [Reserva]. Pica uma cebola bem picada e aloura-a em azeite virgem extra, adita agora as lascas do bacalhau e bronzear um pouco mais. Junta agora as batatas, evolve tudo muito bem apaga o lume e aventa com 2 ovos batidos la para dentro. Volta a mexer até que o bacalhau fique com as partes húmidas e o ovo ganhe um petit peu de consistência mas sem que seque em demasia. Rectifica o sal e pimenta e junta os coentros frescos picados. Acompanha com uma saladini de alface roxa, alface verde e rúcula selvagem. Acompanhante de luxo: Vale dos Barris Branco – uva moscatel – bem geladinho.

Bruschetta de Bacalhau com Granada

22 Junho, 2012 § 0 comentários

Põe o bacalhau de molho e no dia seguinte, coze os lombos e priva-os de pelangas e espinhangas. Agora que já tiraste umas lascas, coloca-as numa gamela e fá-las repousar no [frederico], um pouco antes de montares a bruschetta. Põe um ovo a cozer em água fria, 8 minutos depois da ebulição apaga o fogo. Coze o grão [depois da demolha que foi feita em água e sal], o feijão verde e a cenoura com uma pitada de sal, reserva numa taça e leva ao  [frederico]. Bacalhau e legumes frescos podes te preparar para empratar. Torra uma fatia de pão alentejano e ainda quente aplica-lhe um esfregaço de alho, de seguida lubrifica abundantemente com azeite virgem extra, dispõe umas folhas de rúcula sobre as costas bronzeadas, na cama de rúcula os legumes, sobre os legumes as lascas do bacalhau e as rodelas de ovo cozido. Rega tudo com azeite virgem extra, 5 pimentas moídas no momento e com a garrafa de vinagre na mão utiliza a técnica do ‘dripping’ para dar o toque ácido  ao prato. Compõe com ervas frescas. Coentros e manjericão. Acompanhante de luxo: o Casal Garcia bem gelado.

Rita Red Shoes – Bacalhau do lombo com pesto de ervas frescas, creme vinagrete de pimentos morrones e grão de bico

24 Maio, 2012 § 0 comentários


Digo-lhe já que as fotografias do seu blog me abriram o apetite!

A cozinha para mim é um mistério. Há que esclarecer que apesar de péssima cozinheira, tirando um arroz branco apetecível, sou um óptimo garfo, como se costuma dizer. Adoro pratos condimentados e coisas que provocam o enjoo a muitas bocas, como ovas, língua estufada, fígados e corações! São poucas as coisas de que não gosto, favas, hortelã, mousse de chocolate, leite creme, pudins, gelatinas e gomas!
O meu prato preferido durante sensivelmente 16 anos foi bife com arroz e ovo estrelado. Eu podia viver de arroz e chá no pior dos cenários mas havendo escolha, ui, de queijos a enchidos, patê, pão com pão, feijoada, cabrito no forno, bacalhau cozido com grão e laranjas antes de dormir fazem de mim uma mulher feliz e satisfeita.
Espero que as minhas linhas o inspirem! Eu fiquei cheia de fome. “

Rita Red Shoes

A Receita:

Bacalhau do lombo com pesto de ervas frescas, creme vinagrete de pimentos morrones e grão de bico

Pões o lombo de molho durante 24h, para o expurgar o excesso de sal. Enxuga-o bem. Acende o fogareiro e deixa o carvão ganhar peso. O grão de bico demolhado com sal de um dia para o outro, é cozido à pressão em 30 minutos.
Para o pesto: salsa, oregãos frescos e poejos, tudo picado com sal grosso e moídos no azeite extra virgem e vinagre de cidra, pouco virgem.
Besunta o lombo no que subjou na tábua de picar, com um pouco mais de lubrificante e siga para a grelha, já bem quente. Cuida do bacalhau até ficar com um bronze perfeito. Nos preliminares, assaste o pimento morrone, privaste-o da sua pele debaixo de água corrente e fria, esgravulhaste-o muito bem com um petit peu de azeite, flor de sal, alho em pó, 5 pimentas moídas na hora evinagre balsâmico de modena, usando a tua mágica varinha.
Podes agora empratar: creme de pimentos [como cama], grão de bico [como colchão], pesto de ervas frescas [como lençol], o lombo de bacalhau [para saborear] e mais pesto [para arrematar]. Convida também um pouco de rúcula selvagem para o banquete.
Acompanhante de luxo: Alento branco 2010, bem geladinho.
Bom apetite Rita!

 

http://www.ritaredshoes.com/

 

O Belo do Pastel de Bacalhau avec dos Tomates Secos, Salsa, Manjericão e Poejo

23 Maio, 2012 § 0 comentários

Cozes os lombos de bacalhau, priva-os das peles e das espinhas, desfia-os e reserva. Já nuas, cozes as batatas. Batatas cozidas escorres a água e em lume brando deixa-as enxugar um pouco. Esmaga-as bem. Numa gamela anti aderente murchas a cebola e o alho picado com azeite virgem extra, adita agora o bacalhau já desfiado, a batata esmagada, a salsa, o manjericão, os poejos e os tomates secos bem picados. Esgravulha tudo muito bem esgravulhado até obteres um bolo concistente. Retira do lume e aventa para uma taça, deixa arrefecer um petit peu e junta os 3 ovos bem batidos. Envolve tudo muito bem envolvido e com a ajuda de 2 colheres de sopa podes começar a esculpir os belos dos pasteis. Frita em óleo de girassol bem quente e acompanha com uma salada de alfaces variadas e rúcula. Acompanhante de luxo: Uma de Casal Garcia bem geladinho.

Bacalhau dourado entre Espinafres com Pesto de Nozes

6 Maio, 2012 § 0 comentários

Pões os lombos de bacalhau seco de molho durante 24h. Troca-lhe as águas 2 vezes. Coze-os em água abundante cerca de 10 minutos [reserva], aproveita a água e coze as batatas já sem o fato. Desfia o lombo do bacalhau em lascas e passa-o numa frigideira anti aderente  besuntada de azeite virgem extra, alhos esmurrados com casca, coentros picados e  1 chalota picada finamente. Escalda as folhas de espinafres [reserva]. Para o pesto, esmagas num almofariz uma boa punhada de folhas de manjericão com azeite virgem extra, flor de sal e sumo de meia lima, deixa repousar e junta miolo de noz partido. Podes empratar: para a cama, folhas de espinafre escaldadas, de colchão lascas de bacalhau dourado, como lençol folhas de espinafres escaldadas, em cada camada uma vertidela de pesto e para tapete um petit peu de couve roxa ripada, também temperada de pesto. As batatas depois de cozidas na água do bacalhau são passadas nos sucos da frigideira que dourou as lascas. Acompanhante de luxo: Bucelas branco bem geladinho.

Açorda à Bela d’ Alentejana

29 Fevereiro, 2012 § 0 comentários

Cá em casa é assim!!! Quando não há pão faz-se Açorda. Num tarrinho de barro esmagas o belo sal grosso, o belo azeite virgem extra, os belos dentes de alho, umas belas tiras de pimento verde, uma bela gema de ovo, abundantes e belos coentros, uma manita de belos poejos frescos. Corta o belo pão caseiro alentejano de anteontem, em belas fatias pequenas mas moderadamente grossas. Cozes a bela posta do bacalhau. Cozido o bacalhau, tira-lhe umas belas lascas. Na água da cozedura, ainda a ferver junta uma esguinchadela de vinagre. É hora de escalfar os ovos. Retira os ovos e verte a água a ferver para dentro do tarrinho. Esgravulha o caldo com uma colher e aventa com as sopas de pão lá para dentro, as lascas do bacalhau e os ovos. Acompanhante de luxo: EA colheita seleccionada Tinto.

Bacalhau do lombo em cama de espinafres

3 Outubro, 2011 § 0 comentários

Tudo em crú, faz-se a cama de azeite virgem extra, alhos com a tromba desarranjada, tiras finas de cebola roxa, de cacho, feitos em rodelas, os tomates, batata branca para assar, em ovais finas minunciosamente cortadas. Em cama feita se deita o bacalhau de crosta para cima, de lençol umas rodelas de tomate mais, 5 pimentas esmagadas e uma regadela de vinho branco Vale dos barris (de uva moscatel feito). À espera, o forno a 190ºC. 45 minutos passados, com algumas regadelas de azeite e vinho que o pirex contém. Sai da cuba leva com uns coentros pelo lombo. Os espinafres murcharam em azeite, sal e alho fervente. Ao empratar, troca de cama; agora de espinafres feita. Rega tudo com o azeite quente, em que cozinhou o bacalhau. Acompanhante de luxo: As sobras do vinho branco aberto para regar.