Scones c’on strawberry jam

7 Maio, 2016 § Comentários fechados em Scones c’on strawberry jam

Busca uma gamela e dá-lhe com 250 de farinha, adita 30 de manteiga, 50 de açúcar, 1oo de leitinho a escorrer, 1 ovo, fermento em pó e pitada de sal. Num enrolanço total, magnífico, vigoroso e virtuoso de ingredientes obténs a massa de que são feitos estes gostosos Scones. Sobre um lençol de papel vegetal, leva as bolas à sauna que foi pré aquecida a 200º C. São 15 singelos minutos, o que tens de esperar para te lambuzares todo. Depois de abertos, podes cobri-los com manteiga ou de um espesso e lânguido doce de morangos.
Acompanhante de luxo: Chá de gengibre [picante].
scones scones scones

Dióspiro nas canelas com nozes

17 Outubro, 2015 § Comentários fechados em Dióspiro nas canelas com nozes

Já vi esta sobremesa converter infiéis em missionários desta fruta.
Tão simples e tão gostosa. Escolhes uma dióspira das moles com uma bela racha, quanto maior é a racha maior é a doçura. Desmanchas a fruta numa taça, aventas-lhe umas nozes alentejanas para cima, que partes ali mesmo no momento e polvilhas o doce com canela [que não de pau feita] em pó.
Já está!
DSC_3407DSC_3423DSC_3418

Brownie Gostoso!

21 Março, 2015 § Comentários fechados em Brownie Gostoso!

Adivinha quem voltou?
Há mais de um ano sem enfiar um post, este teria de ser uma entrada a pés juntos.
Simples e gostoso, é uma rapidinha a sua confecção. 3 ingredientes. 1 Frasco de Nutela, 4 presentes da galinha e nozes das nogueiras Alentejanas.
Bates os 4 ovos até à exaustão, em modos de triplicar o seu volume. 6 minutos. Aquece no microondas um frasco de Nutela de 200 gramitas. 1 minuto tem avondo, mas vai mexendo de 15 em 15 segundos.
Mistura o negro cremoso, com o creme de ovos já batido. Envolve-os até obteres uma só cor, um só tom, uma só textura. Languido desliza o Salazar no interior da gamela. Aspergidas são as nozes que se afundam e misturam com o preparado. Desordenado cai o creme sobre o vegetal que é papel, e vai cobrindo o pirex que levas ao forno a 180 excelsos graus durante 25 minutos alegadamente.
Enquanto resistires ao corte és um forte, o meu conselho é que o deixes arrefecer para que consigas uns bonitos e rectangulares pecados. Bem sei que és fraco, corta-lhe  já as bordas, tira bom proveito delas e deixa o resto para depois.
Acompanhante de luxo: CRF (Carvalho, Ribeiro & Ferreira) – Reserva em balão aquecido.
1 Palavra: Céu

brownie1brownie3brownie2

Queijada de requeijão com gelato de frutos vermelhos

1 Janeiro, 2014 § Comentários fechados em Queijada de requeijão com gelato de frutos vermelhos

O Chef promulgou a entrada no ano novo com umas queijadas de requeijão com gelato de frutos vermelhos para te adoçar os grandes lábios.
Bates as claras em castelo de 4 ovos com uma pitada de flor de sal, as gemas sentem-se reservadas numa taça. Numa gamela de bordas generosas, desfaz um requeijão de Azeitão e adita-lhe 50 gramitas de margarina já derretida, 150g de açúcar e 200ml de natas que levas no pacote até à vasilha. Desfaz o preparado num ‘Darth Vader’ de cozinha até obteres uma massa homogénea. Junta agora 65 gramas de amêndoa sem casca triturada em pó, envolve bem. Adita as claras em castelo e fá-las fundir no fluido doce, solto e gostoso. Unta-me as formas com manteiga e polvilha-me a superfície com farinha. Verte o produto do teu esforço nas formas e leva-as à sauna a 180º C até ficarem coradinhas.

Para o gelato, congela em sacos para cubos de gelo, 700 ml de leite no dia anterior. No R2-D2 de cozinha adita 150 de açúcar em pó, 500gr de frutos vermelhos (frescos ou congelados), o leite sólido, um pacote de natas bem frio. Põe o robot a fazer o servicinho, até obteres uma mistura homogénea e sem grumos.

Faz desmaiar uma parcela do gelato de frutos vermelhos sobre o bolo ainda morno e com uma colher de sobremesa, aprecia em pequenas porções o resultado de um ‘leva-me-ao-céu’.
Acompanhante de luxo: cálice de Moscatel roxo Lobo Roxo (de Setúbal) fresco.

queijada-requeijãoqueijada-requeijão

Crepe chama-lhe um figo!

24 Junho, 2013 § Comentários fechados em Crepe chama-lhe um figo!

Para a massa dos crepes, 1 ovo, farinha fina para [te partir o] bolo, um pincho de sal grosso, leite meio gordo do dia, manteiga desmaiada.
Mistura tudo com um pau de varas, vigorosamente até obteres uma massa suave, espessa, languida. Na frigideira anti-esturro, previamente de nalgas aquecidas e fronte lubrificada, começas a projectar os crepes, não os deixes muito finos nem muito grossos… assim a meias carnes!!
O recheio, barras os entre folhos do crepe com quejo creme da vacarrona que ri ou uma facada de mascarpone, uns figos lampos [que por estes tempos, ainda são de peles roxas] cortados em fatias generosas. Enrola a mortalha e por cima desta, vais aspergir umas sementes de sésamo torradas e caramelizadas, para finalizar o manjar deves drapear uma boa colher de mel de rosmaninho.
Acompanhante de luxo, um bom cálice de vinho do Porto Taylor’s Chip Dry (branco), bem fresco. Pura luxuria canibal.
crepe-figoscrepe-figoscrepe-figos

Requeijão de Ovelha Ronhosa com Compota de Morangos

15 Maio, 2013 § Comentários fechados em Requeijão de Ovelha Ronhosa com Compota de Morangos

Retirei a ronha à ovelha e extrai-lhe o leitinho das tetas para fazer um belo de um requeijão … na verdade, comprei um gostoso requeijão de ovelhas de Azeitão. Tira uns nacos ao requeijão e besunta-os de compota de morango.
Para a compota: murcha-me os morangos ao lume numa calda de açúcar [cor da febre] e canela de pau feita, adita um raminho de hortelã para ‘perfumé’ enquanto apura. Deixa, minguar até que ganhe personalidade e carisma. Arrefecida a doçura [até a podes levar momentaneamente ao frigo], languida e viscosa deixa-a acomodar-se sobre o branco alvo do requeijão. Compõe com umas lascas de morangos frescos e umas amêndoas torradas com casca.
Acompanhante de luxo: Ginginha de Óbidos com elas, fresquinha.

‘Suspiro’ xipitipi cutchicuthi mnhã mnhã

14 Fevereiro, 2013 § Comentários fechados em ‘Suspiro’ xipitipi cutchicuthi mnhã mnhã

Dia 14 de Fevereiro, a lamechice viaja através das ventanas do pensamento e escorrega ao sabor da tua língua.
Vamos lá então adoçar essas beiças. Simples e gostosa esta sobre a mesa!
Parto-te o suspiro em cima da mesa da cozinha. Já tens o morango bem lavadinho, agora vais bater as natas com duas colheres de sopa de açúcar e uns pingos de lima, até que fiquem espessas. Podes usar a mão ou a batedeira.
Num copo alto podes então montar o teu doce. Suspiro. Natainha. Morangos. Suspiro. Natinha. Morangos. Na última camada raspas da casca da lima. Lambuzem-se à vontade. Um dia não são dias ;)

Bolachadas de Gengibre com Limão

20 Dezembro, 2012 § Comentários fechados em Bolachadas de Gengibre com Limão

Ingredientes: 500g Farinha 2 colheres de chá de fermento para bolos 300g de açúcar moscavado 100g de margarina amolecida 2 colheres de chá de gengibre 1 colher de chá de canela Raspa da casca de 1 limão e 1 laranja 1 pidada de sal 2 ovos.

Bates-me a margarina com o açúcar, os ovos e o sal até obteres uma mistura homógenea. Junta a raspa do limão e o gengibre continuando sempre a bater, não pares, bate, bate… Incorpora a farinha peneirada com o fermento até que fique bem misturada e a massa olengona, se for necessário junta un petit peu mais de farinha de modo a que a massa fique moldável. Forma uma bola e deixa repousar uma hora no fresco do frigorífico. Estende-me a massa com o rolo em cima de uma bancada enfarinhada, até obteres uma espessura  de 3 mm aproximadamente. Recorta as bolachas com a forma que lhes quiseres dar. Leva à sauna a cozer a 200º C 15 a 20 minutos.

A todos um bom Nataaal, a todos um bom Nataal, desejo um bom Nataal para todos vós. (agora fiquem pr’ai com a música na cabelça ;)

Cookies Romã [tica]

4 Outubro, 2012 § 0 comentários

Pegas na romã, já nuinha e catas-lhe os bagos [reserva]. Às 125g de manteiga aditas o açúcar e esgravulhas muito bem, até ficar suave e fofa. Junta o ovo e mexe com o páu de varas. Junta a farinha e volta a mexer.
Massa pronta molda as bolachinhas com a forma que te aprouver, por fim compõe com uns bagos de Romã e leva à sauna a 180 ºC cerca de 15 min. Acompanhante de luxo: Chá das cinco.

Tarte Tatin de Pâesscús Paraguai e Maçã Raineta

24 Setembro, 2012 § 0 comentários

Arregaça as peles dos pêssegos Paraguai (ou nectarinas doces) e as peles das maçãs rainetas, privando-te destas. Corta a fruta pelada em grados pedaços, borrifando-os com sumo de lima para evitar a sua oxidação. Numa frigideira anti-aderente que possa ir à sauna, preparas uma calda que se vai transformar em caramelo, com: açúcar, um pouco de água mineral, canela de pau feita e uma vagin de hortelã. Quando começar a ganhar pingo, adita um bocado de manteiga de vache com sal, acama a fruta e envolve-a com [o d]as caldas e deixa-a amolecer un petit peu. Retira o pau de canela e a vagin de hortelã. Fruta doce e confeccionada, apaga o lume e aplica-lhe o golpe de mesiricórdia, a saber: 3 borrifadelas de vinagre balsâmico de Modena (do bom). Sobre a fruta na anti-aderente estende um lençol de massa folhada cobrindo-a na totalidade. Pica a massa até às bordas, para que possa respirar e ganhar corpo. A sauna foi pré-aquecida a 210ºC. Frigideira para dentro do forno só te resta aguardar que a massa se faça em folha. Pronta a tarte, vira frigideira 180º sobre um prato branco para que esta ganhe a luz e a luxuria que merece. Mnham. Acompanhante de luxo, o belo do Moscatel Roxo de Setúbal bem fresquinho.