Tomates assados com chouricinho

20 Setembro, 2013 § Comentários fechados em Tomates assados com chouricinho

Tenho os Tomates e o Chouriço assado. No carvão. É Só!!
Acompanhante de luxo: Fita preta Tinto.

tomates assados com chouriço_0001 copytomates assados com chouriço_0005 copytomates assados com chouriço_0008 copy

Raviolis de espinacas avec du queijo de cabrona

19 Setembro, 2013 § Comentários fechados em Raviolis de espinacas avec du queijo de cabrona

Primeiro vais preparar a massa e depois vai haver molho.
Numa pelengana vais meter, 150 g da branca, farinha de trigo sem fermento à qual aditas uma tequinha [ 50 g ] de sêmola de trigo, 2 ovos inteiros, não te esqueças de te livrar da casca. Vais agora por as mãos na massa e dar-lhe uns amassos, amassa, amassa, amassa até obteres uma bola uniforme, homogénea, macia mas firme. Enrola a bola em película aderente e deixa-a repousar 25 min. antes de a esticar.
Dá um escaldão aos epinafres até que fiquem tenros, escorre-lhe as águas e numa frigideira anti aderente deixa que se envolvam muito bem com o azeite virgem extra, alho em pó, flor de sal, uma colher de farinha maizena e um pouco de natas das gordas.
Tira-me a pele aos tomates; Parte-me os tomates em quarto; Espreme-me os tomates até te privares das grainhas; Corta-me os tomates em cubos; Junta-me os tomates num tacho com azeite virgem extra, uns dentes de alho, um pouco de cebola picada, polpa de tomate, um pouco de água lisa, coentros e manjericão frescos. Deixa cozinhar o molho de tomate demoradamente, em branda fervura, passa o molho com uma varinha mágica e de seguida adita-lhe uns tomates cereja escarchados e deixa cozinhar.
Agora vais estender a massa, corta a bola em 4, vais espalmar cada parte em cima dum pouco de farinha, vais esticar a massa bem fina com a ajuda de um rolo de massa ou de uma máquina para massas frescas, o importante é que fique fina, moldável, macia, contorcionista de circo, sem rasgões. Corta rectângulos de massa e recheia-os no centro, do meio para baixo, com os espinafres que preparaste previamente, umas rodelas do queijo de cabra e 3 ou 4 pinhões, puxa o lençol de massa [da parte de cima do rectângulo] sobre o recheio e fecha o casulo.
Numa panela com abundante água fervente e bem temperada com sal grosso, vais cozer os raviolis durante 3 ou 4 minutos. Escorre-lhe as águas, monta-os nos pratos e sobre eles deixa desmaiar o suculento e saboroso molho dos tomates. On top raspas no momento umas lascas de queijo parmesão. Até te lambes.
Acompanhante de luxo: EA colheita selecionada, tinto em copo fino.
DSC_3508_0124 copyDSC_3516_0132 copyDSC_3506_0122 copyDSC_3511_0127_fb

Batatas caRaiaAlhada

11 Setembro, 2013 § Comentários fechados em Batatas caRaiaAlhada

Pedes à peixeira que a Raia ta parta. Enche uma gamela com água gelada e aventa com um punhado de sal grosso e as postas da Raia lá para dentro, ajuda a que se lhe solte o viscoso da Derme. 1hora aprox.
Descasca as batatas e leva-as a lume com uma cebola roxa dividida pela metade, 3 dentes de alho e sal, até que se sintam quase cozidas. Adita a Raia e deixa cozer durante mais 5 minutos, verte a água da cozedura borda fora e de imediato junta o molho sobre o peixe e as batatas, tapa a panela, 10 minutos de repouso tem avondo.
Molho: Numa taça junta uma cabeçorra de alho roxo desmanchada em dentes, esmagados e privados das peles, adita uma quantidade generosa de azeite virgem extra, vinagre de vinho branco do bom em similar quantidade, sumo de 2 limas, 2 folhas de louro seco divididas pelo veio, uma mão cheia de coentros frescos, flor de sal, un petit peu de açúcar, moinho 5 pimentas. Esmaga tudo com o pilão e deixa repousar meia hora antes de o aditares ao tacho. Monta o prato com a posta já sem peles, sobre uma fatia de pão caseiro alentejano previamente torrado, rega tudo com a molhanga que ainda mora do tacho.
Acompanhante de luxo: Vale dos Barris da Adega de Palmela, branco bem fresquinho.

raia alhada_0006 copyraia alhada_0008 copyraia alhada_0013 copy

Taco no lombo mais secreto

6 Setembro, 2013 § Comentários fechados em Taco no lombo mais secreto

Temperas a parte secreta das carnes de porco preto com sal grosso sumo de lima, alho em pó e moinho 5 pimentas. Deixa marinar metade do mostrador do teu relógio de cozinha.
Podes agora preparar o molho com as chalotas picadas que vais murchar em azeite virgem extra, adita-me os tomates [cereja], polpa de tomates graúdos, o feijão preto já cozido, q.b. de pasta de caril Patak’s Jalfrezi e meio vaso de agua (100ml). A quantidade de pasta de caril que vais adicionar ao suculento preparado, fica intimamente relacionada com a vontade contida ou extrema, que os teus pelos das nalgas tem em se eriçar a cada trincadela que me dás no taco. Quando a molhanga não carecer mais de apuros, junta uns coentros picados do talo à cabecinha.
Numa frigideira anti aderente de fundos escaldantes e sem adição de quaisquer gorduras, vais deixar os secretos [já em tiras] bronzear nas suas próprias banhas, até que fiquem crocantes mas pingões, as carnes não se querem secas. Vamos montar o taco: pela base, alfaces variadas, rúcula selvagem, o molho de feijão, as partes secretas do porco, maionese aromatizada com alho e umas lascas de parmesão que tiras no momento. Acompanhante de luxo: Cerveja Corona bem gelada com um gomo de lima entalado no gorgomilo da garrafa.

tacos_0010 copytacos_0005FB copytacos_0007 copytacos_0006 copy