Açorda à Bela d’ Alentejana

29 Fevereiro, 2012 § 0 comentários

Cá em casa é assim!!! Quando não há pão faz-se Açorda. Num tarrinho de barro esmagas o belo sal grosso, o belo azeite virgem extra, os belos dentes de alho, umas belas tiras de pimento verde, uma bela gema de ovo, abundantes e belos coentros, uma manita de belos poejos frescos. Corta o belo pão caseiro alentejano de anteontem, em belas fatias pequenas mas moderadamente grossas. Cozes a bela posta do bacalhau. Cozido o bacalhau, tira-lhe umas belas lascas. Na água da cozedura, ainda a ferver junta uma esguinchadela de vinagre. É hora de escalfar os ovos. Retira os ovos e verte a água a ferver para dentro do tarrinho. Esgravulha o caldo com uma colher e aventa com as sopas de pão lá para dentro, as lascas do bacalhau e os ovos. Acompanhante de luxo: EA colheita seleccionada Tinto.

Salada de Avocado com Camarão salteado nos sucos da lima

24 Fevereiro, 2012 § 0 comentários

Salada de alfaces variadas e rúcula para a base, abacate maduro cortado em finas lascas e os gomos da clementina. Tempera com flor de sal, azeite virgem extra e sumo de uma lima. Confecciona os camarões numa anti-esturro com azeite virgem extra, arranca os dentes ao alho e esmurra-os, meia colher de sopa de manteiga de vaca e sumo de meia lima. Junta os camarões de Moçambique, ou de outro lado qualquer, desde que não sejam produzidos em aquicultura. Ahhhh e não te esqueças de lhes chupar as cabecinhas. Acompanhante de luxo: Vale dos Barris branco ( de uva moscatel) bem geladinho.

Bolas de carne com sementes de sésamo

23 Fevereiro, 2012 § 0 comentários

Pede à vaca que te dê as suas  mais tenras e sucolentas carnes. Manda picar. Tempera com pimentas moídas na hora, sal, 1 ovo, tostas desfeitas no almofariz e coentros frescos. Dá um belo amasso nas carnes de modo a criar um bolo homogéneo. Podes agora esculpir-me as bolas, pequenas e redondinhas.
Num tacho de fundo largo, prepara o molho de tomate com muito amor e carinho, mas primeiro… [chucha]-me os tomates, sem grainhas e em quantidade; azeite virgem, alhos picadinhos, cebola bem picada, umas finas rodelas de linguiça, polpa de tomate com parmesão, uma malagueta de gindungo, um molho de cheiros, a saber:  manjericão e coentros. Junta um cálice de vinho branco e deixa o molho apurar em lume brando. Molho apurado, ajeita-me as bolas no tacho e deixa cozinhar lentamente. Serve as bolas numa tigela com o molho de tomate, umas sementes de sésamo e uns gressinos mini. Se preferires podes fazer uma sandes com as bolas, be my guest. Compõe com queijo parmesão ralado por cima. Acompanhante de luxo: Syrah, Cortes de Cima.

Fofa de laranja com maçã às lascas

20 Fevereiro, 2012 § 0 comentários

Para a massa da fofa, 4 ovos com as gemas divorciadas das claras; caneca de açúcar amantizada com as gemas; siga para a batedeira até que o creme escorra pelas bordas da vasilha. Espreme laranja e meia para um copo e dissolve uma boa colherada de compota de laranja amarga e doce, no sumo. Junta agora o sumo ao creme, 2 canecas de farinha fina para bolos peneirada, 1 caneca mal cheia de óleo de girassol, uma colher de chá de fermento em pó. Liga a batedeira e volta a esgravulhar o creme. Podes agora bater as claras em castelo e envolve-las na massa com a colher de pau feito. Verte o preparado para uma forma previamente untada de manteiga e peneirada de farinha. Corta as maçãs em finas lascas, rega-as com o sumo de uma lima, arremessa-as para o topo da fofa e polvilha-as com canela. Siga para o forno a 190º C cerca de 45 minutos. Acompanha a fofa com uma colherada de compota de laranja com juliana de casca de clementina. Podes começar a babar.

Brownie Escangalhado com Natinha gelada

15 Fevereiro, 2012 § 4 comentários

Derretes o Chocolate preto com 2 colheres de sopa de natas do dia; o mesmo peso de açúcar é bem misturado com 1 ovo, uma gema e a  mateiga de vaca na mesma medida (previamente derretida), esgravulha com vigor; por fim adiciona o mesmo peso de farinha fina peneirada, envolve tudo até obteres um creme homogéneo. Vai à sauna a 190ºC, num tabuleiro pouco fundo, não muito grande besuntado de manteiga e forrado a papel vegetal (por esta ordem); besunta agora o papel vegetal; podes neste momento verter o pecado castanho. Coloca então no forno e espera 7 minutos exactos. Escangalha com uma colher para dentro dos prato de servir, polvilha com açúcar baunilhado em pó e chama uma acompanhante de luxo: uma bola de gelado de  nata. Até te lambes !!!



 

Pizza, Mozarella com Espinafres e hot Chourição

9 Fevereiro, 2012 § 0 comentários

Estende a massa com a ajuda de um rolo e un petit peu de farinha, até que fique fina. Prepara um molho com: Azeite virgem, cebola, chucha os tomates (maduros e sem grainhas), basílico, coentros, flor de sal, parmesão ralado e umas gotas de picante Calvé. Passa o molho com a varinha mágica, mas não em demasia. Para o topo, mozzarella de búfala, cogumelos marron pleuris em slices, chourição picante, 4 queijos President, oregãos. Siga para o forno a 180º C. À parte murcha os espinafres com azeite e alho roxo, e quanto tirares a pizza do forno arremessa-lhe com os espinafres para cima. Acompanhante de luxo: EA colheita seleccionada, Tinto.

Alheira de Mirandela com creme de pimentos morrones

8 Fevereiro, 2012 § 0 comentários

Fazes um corte longitudinal na pele das costas da alheira, que veio mesmo de Mirandela, para que não se lhe arregacem as peles, por vontade própria. Coloca a alheira na anti esturro quando o azeite virgem, estiver bem quente e deixa bronzear de um lado, e do outro.
Para o creme de pimentos, corta um pimento vermelho aos bocados, livra-te das sementes e depois de lavado murcha-o no azeite virgem, com uma pitada de sal grosso. Murcho o pimento arremessa-o para uma vasilha, junta coentros picados, uma cabeça de alho, uma esguinchadela de azeite, umas gotas de picante calvé e uma raspadela de gengibre. Mete-lhe a varinha mágica e passa o melhor que conseguires, até obteres uma consistência cremosa. Passa o creme por um coador de rede fina de modo a obteres uma molhanga sem grumos. Está na hora de estrelar o ovo. Se não souberes estrelar um ovo, esquece o que leste atrás e manda vir uma pizza. Acompanhante de luxo: Fita Preta, do “Anlentexas” Tinto.

Chouriço em Brasa

7 Fevereiro, 2012 § 0 comentários

Para o asadouro de barro, uma boa espichadela de Álcool 90º e um cálice de medronho de Monchique. O chouriço de porco preto cortado em rodelas, sem que o corte seja desferido até ao fim. Espeta-o com ferro ou com páu. Bota em cima do porco e chega-lhe lume. Pronto o chouricinho corta o que ficou por cortar, separando as rodelas. Siga para o prato com alho picado, rabanete cortado em finas rodelas, coentros, azeite virgem extra, vinagre de vinho branco e uns gressinos integrais para acompanhar. Acompanhante de luxo: Alento – Tinto

Arroz de: O que é que antes do Ser já o Era?

5 Fevereiro, 2012 § 0 comentários

Num tacho de base larga, murchas em azeite virgem, as chalotas, os alhos, o pimento vermelho, um copo de branco [Vale dos Barris – uva moscatel]. Pica-me os tomates, murcha-mos também, até observares uma polpa macia e de vermelho uniforme. Tempera de sal, pimenta da Jamaica, umas gotas de picante Calvé e um ramo generoso de cheiros frescos, a saber: hortelã, salsa, coentros e mangericão. Afunda os lombos de pescada no mar vermelho e deixa-os cozinhar em brando lume. Cozinhados os lombos retira-os da gamela e reserva. Junta os camarões já sem fato, mas preserva-lhe as cabeças [para que depois as possas chupar]. É hora de adicionares o arroz agulha e 2 vezes e meia mais de caldo de peixe natural, em relação à porção do cereal adito. Tapa o tacho e deixa cozinhar em lume brando. Quando o arroz estiver quase no ponto, adiciona os lombos de pescada, agora em polpas generosas e apaga o lume. Deves obter um arroz caldoso, por outras palavras, Malandro. Serve de imediato. Ao empratares compõe com umas finas rodelas de rabanetes e coentros frescos, na hora picados. Acompanha com uma boa fatia de pão alentejano torrado e o remanescente da garrafa de Vale dos Barris, se não o mamaste enquanto cozinhavas este belo arrozinho. Se o fizeste, tens bom remédio, abre outra.

Le cu du Crepe

4 Fevereiro, 2012 § 0 comentários

Porque é fim de semana pequeño almoço reforçado. Para a massa, 1 ovo, 1 colher de sopa de açúcar, 5 colheres de sopa de farinha para bolos white snow fina, 1 colher de sopa de manteiga desmaiada, leite com vigor, pitada de flor de sal, pitada de cannelle. Esgalha-a bem com a ajuda de uma colher de varas, até obter uma consistência cremosa. Siga para a frigideira antiaderente, besuntada de óleo vegetal, retira o excesso com um rolo de papel. Quando tiver bem quente coloca uma pequena porção no centro e vai afastando para as bordas. Vira para o lado B e uns segundos depois retira.

Recheio 1 – Compota de Frustos Silvestres, Canela e Phisalis

Recheio 2- Compota de Abóbora com Nozes, Queijo Filadélfia, Miolo de Noz, Gomos da Clementina

Acompanhante de luxo: Capuccino Dolce Gusto, com canela on top