#pizzaBufalanuChouricaoPicante

10 Junho, 2015 § Comentários fechados em #pizzaBufalanuChouricaoPicante

A base, amasso-ta na espalda da tábua da gradirripas, é farinha, fermento de pa[n]deiro, água, sal do grosso Castromarinense e azeitinho do virgem extra para te olear os entrefolhos. Amassa, amassa, lança o punho e amassa, tens a massa homogénea, arejada e elástica? Pranta-lhe um paninho por cima e deixa-a crescer.
Para recheio, uma boa molhanga de tomates chucha[mabucha], murchos já sem pele e privados de grainhas em azeite virgem extra, flor de sal, aromatizados com cabecinhas do alho, uma boa punhada de folhas de Basílico e uma tequinha de polpa dos tomates que trazes no pacote. Deixa apurar bem apuradinho em lume que se quer manso.
Massa evoluída, estica-a na tábua depois desta ser aspergida com farinha, pica a base com um garfo (pra que a cozedura se faça por inteiro) antes de a cobrir com o belo do molho oferecido pelos tomates. Chourição picante, cogumelos frescos finamente laminados, a mozzarella de búfala desmanchada com os teus dedos (nunca com uma faca), mozzarella ralada, parmesão ralado no momento e uma boa manada de oreganos esfregados do pau na hora. Sauna a 200ºC com ela. Compõe com umas folhas de manjericão.
Acompanhante de luxo: Lobo Syrah

pizzapizzapizza

Brownie Gostoso!

21 Março, 2015 § Comentários fechados em Brownie Gostoso!

Adivinha quem voltou?
Há mais de um ano sem enfiar um post, este teria de ser uma entrada a pés juntos.
Simples e gostoso, é uma rapidinha a sua confecção. 3 ingredientes. 1 Frasco de Nutela, 4 presentes da galinha e nozes das nogueiras Alentejanas.
Bates os 4 ovos até à exaustão, em modos de triplicar o seu volume. 6 minutos. Aquece no microondas um frasco de Nutela de 200 gramitas. 1 minuto tem avondo, mas vai mexendo de 15 em 15 segundos.
Mistura o negro cremoso, com o creme de ovos já batido. Envolve-os até obteres uma só cor, um só tom, uma só textura. Languido desliza o Salazar no interior da gamela. Aspergidas são as nozes que se afundam e misturam com o preparado. Desordenado cai o creme sobre o vegetal que é papel, e vai cobrindo o pirex que levas ao forno a 180 excelsos graus durante 25 minutos alegadamente.
Enquanto resistires ao corte és um forte, o meu conselho é que o deixes arrefecer para que consigas uns bonitos e rectangulares pecados. Bem sei que és fraco, corta-lhe  já as bordas, tira bom proveito delas e deixa o resto para depois.
Acompanhante de luxo: CRF (Carvalho, Ribeiro & Ferreira) – Reserva em balão aquecido.
1 Palavra: Céu

brownie1brownie3brownie2

Pão com amêndoas

12 Janeiro, 2014 § Comentários fechados em Pão com amêndoas

Amasso-te o pão[deiro], com vigor e volupia, à mão ou com brinquedo eléctrico.
Farinha Branca de Neve para pão escuro é metade de um kilo, de fermento fresco de padeiro 5gr, sementes de sésamo brancas, 300 ml de água e 2 colheres de chá do que dá gosto ao mar, o sal.
Sossega … deixa-o crescer no leito morno de um pano branco. Unta-me a forma bolo inglês [que te parti], acomoda a massa duplicada e crava-lhe com amêndoas laminadas pelo costado.
Leva ao forno pré-aquecido a 180 ºC cerca de 45 min. Ainda de cabeça quente, barra-lhe as fatias com uma boa manteiga de ovelha e regala-te  acompanhando-o de uma chávena de chá de frutos vermelhos, sem açúcar, para a mesa do fundo por favor… 

pao-amendoaspao-amendoas

Queijada de requeijão com gelato de frutos vermelhos

1 Janeiro, 2014 § Comentários fechados em Queijada de requeijão com gelato de frutos vermelhos

O Chef promulgou a entrada no ano novo com umas queijadas de requeijão com gelato de frutos vermelhos para te adoçar os grandes lábios.
Bates as claras em castelo de 4 ovos com uma pitada de flor de sal, as gemas sentem-se reservadas numa taça. Numa gamela de bordas generosas, desfaz um requeijão de Azeitão e adita-lhe 50 gramitas de margarina já derretida, 150g de açúcar e 200ml de natas que levas no pacote até à vasilha. Desfaz o preparado num ‘Darth Vader’ de cozinha até obteres uma massa homogénea. Junta agora 65 gramas de amêndoa sem casca triturada em pó, envolve bem. Adita as claras em castelo e fá-las fundir no fluido doce, solto e gostoso. Unta-me as formas com manteiga e polvilha-me a superfície com farinha. Verte o produto do teu esforço nas formas e leva-as à sauna a 180º C até ficarem coradinhas.

Para o gelato, congela em sacos para cubos de gelo, 700 ml de leite no dia anterior. No R2-D2 de cozinha adita 150 de açúcar em pó, 500gr de frutos vermelhos (frescos ou congelados), o leite sólido, um pacote de natas bem frio. Põe o robot a fazer o servicinho, até obteres uma mistura homogénea e sem grumos.

Faz desmaiar uma parcela do gelato de frutos vermelhos sobre o bolo ainda morno e com uma colher de sobremesa, aprecia em pequenas porções o resultado de um ‘leva-me-ao-céu’.
Acompanhante de luxo: cálice de Moscatel roxo Lobo Roxo (de Setúbal) fresco.

queijada-requeijãoqueijada-requeijão

Choquinhos nas tintas para tubérculos suados em vapor de água

2 Dezembro, 2013 § Comentários fechados em Choquinhos nas tintas para tubérculos suados em vapor de água

Tens Arte a descasCar alhos? Não o faças! Aplica-lhes apenas uns golpes secos e precisos nos dentes [preservando a pele agarrada à polpa], pode ser de mão fechada com a parte onde se testa a perfeição das carnes. Compra alhos nacionais de casca roxa, nada dessas travias chinesas que insistem em popular as nossas superfícies comerciais.
Lava os choquinhos com minúncia proporcional à quantidade de tinta que queres ver no prato.
Numa frigideira anti aderente aquece bem o azeite virgem extra, aventa com uma mão cheia de dentes de alho previamente esmagados com casca, lá para dentro e meio copo de vinho branco de uva moscatel Vale dos Barris. Ainda antes de D. Sebastião aparecer adita os chocos e tapa a frigideira. Baixa o lume e deixa cozinhar cerca de 5 minutos aproximadamente. Passado o tempo tira a tampa junta uma mão cheia de coentros [melhor se t’emtalo] e deixa enxugar as águas até bronzear ligeiramente as carnes das choquinhas. Serve com umas batatas olho de perdiz cozidas ao vapor, compõe com a folhagem dos coentros e cebolinho picados, rega o repasto com um fino fio de azeite virgem extra e acompanha com uma boa côdea de pão caseiro Alentejano.
Acompanhante de luxo: Vinho branco Lobo – da adega Assis Lobo – Palmela.

DSC_4710_0088DSC_4703_0081DSC_4706_0084

Tomates assados com chouricinho

20 Setembro, 2013 § Comentários fechados em Tomates assados com chouricinho

Tenho os Tomates e o Chouriço assado. No carvão. É Só!!
Acompanhante de luxo: Fita preta Tinto.

tomates assados com chouriço_0001 copytomates assados com chouriço_0005 copytomates assados com chouriço_0008 copy

Raviolis de espinacas avec du queijo de cabrona

19 Setembro, 2013 § Comentários fechados em Raviolis de espinacas avec du queijo de cabrona

Primeiro vais preparar a massa e depois vai haver molho.
Numa pelengana vais meter, 150 g da branca, farinha de trigo sem fermento à qual aditas uma tequinha [ 50 g ] de sêmola de trigo, 2 ovos inteiros, não te esqueças de te livrar da casca. Vais agora por as mãos na massa e dar-lhe uns amassos, amassa, amassa, amassa até obteres uma bola uniforme, homogénea, macia mas firme. Enrola a bola em película aderente e deixa-a repousar 25 min. antes de a esticar.
Dá um escaldão aos epinafres até que fiquem tenros, escorre-lhe as águas e numa frigideira anti aderente deixa que se envolvam muito bem com o azeite virgem extra, alho em pó, flor de sal, uma colher de farinha maizena e um pouco de natas das gordas.
Tira-me a pele aos tomates; Parte-me os tomates em quarto; Espreme-me os tomates até te privares das grainhas; Corta-me os tomates em cubos; Junta-me os tomates num tacho com azeite virgem extra, uns dentes de alho, um pouco de cebola picada, polpa de tomate, um pouco de água lisa, coentros e manjericão frescos. Deixa cozinhar o molho de tomate demoradamente, em branda fervura, passa o molho com uma varinha mágica e de seguida adita-lhe uns tomates cereja escarchados e deixa cozinhar.
Agora vais estender a massa, corta a bola em 4, vais espalmar cada parte em cima dum pouco de farinha, vais esticar a massa bem fina com a ajuda de um rolo de massa ou de uma máquina para massas frescas, o importante é que fique fina, moldável, macia, contorcionista de circo, sem rasgões. Corta rectângulos de massa e recheia-os no centro, do meio para baixo, com os espinafres que preparaste previamente, umas rodelas do queijo de cabra e 3 ou 4 pinhões, puxa o lençol de massa [da parte de cima do rectângulo] sobre o recheio e fecha o casulo.
Numa panela com abundante água fervente e bem temperada com sal grosso, vais cozer os raviolis durante 3 ou 4 minutos. Escorre-lhe as águas, monta-os nos pratos e sobre eles deixa desmaiar o suculento e saboroso molho dos tomates. On top raspas no momento umas lascas de queijo parmesão. Até te lambes.
Acompanhante de luxo: EA colheita selecionada, tinto em copo fino.
DSC_3508_0124 copyDSC_3516_0132 copyDSC_3506_0122 copyDSC_3511_0127_fb

Batatas caRaiaAlhada

11 Setembro, 2013 § Comentários fechados em Batatas caRaiaAlhada

Pedes à peixeira que a Raia ta parta. Enche uma gamela com água gelada e aventa com um punhado de sal grosso e as postas da Raia lá para dentro, ajuda a que se lhe solte o viscoso da Derme. 1hora aprox.
Descasca as batatas e leva-as a lume com uma cebola roxa dividida pela metade, 3 dentes de alho e sal, até que se sintam quase cozidas. Adita a Raia e deixa cozer durante mais 5 minutos, verte a água da cozedura borda fora e de imediato junta o molho sobre o peixe e as batatas, tapa a panela, 10 minutos de repouso tem avondo.
Molho: Numa taça junta uma cabeçorra de alho roxo desmanchada em dentes, esmagados e privados das peles, adita uma quantidade generosa de azeite virgem extra, vinagre de vinho branco do bom em similar quantidade, sumo de 2 limas, 2 folhas de louro seco divididas pelo veio, uma mão cheia de coentros frescos, flor de sal, un petit peu de açúcar, moinho 5 pimentas. Esmaga tudo com o pilão e deixa repousar meia hora antes de o aditares ao tacho. Monta o prato com a posta já sem peles, sobre uma fatia de pão caseiro alentejano previamente torrado, rega tudo com a molhanga que ainda mora do tacho.
Acompanhante de luxo: Vale dos Barris da Adega de Palmela, branco bem fresquinho.

raia alhada_0006 copyraia alhada_0008 copyraia alhada_0013 copy

Taco no lombo mais secreto

6 Setembro, 2013 § Comentários fechados em Taco no lombo mais secreto

Temperas a parte secreta das carnes de porco preto com sal grosso sumo de lima, alho em pó e moinho 5 pimentas. Deixa marinar metade do mostrador do teu relógio de cozinha.
Podes agora preparar o molho com as chalotas picadas que vais murchar em azeite virgem extra, adita-me os tomates [cereja], polpa de tomates graúdos, o feijão preto já cozido, q.b. de pasta de caril Patak’s Jalfrezi e meio vaso de agua (100ml). A quantidade de pasta de caril que vais adicionar ao suculento preparado, fica intimamente relacionada com a vontade contida ou extrema, que os teus pelos das nalgas tem em se eriçar a cada trincadela que me dás no taco. Quando a molhanga não carecer mais de apuros, junta uns coentros picados do talo à cabecinha.
Numa frigideira anti aderente de fundos escaldantes e sem adição de quaisquer gorduras, vais deixar os secretos [já em tiras] bronzear nas suas próprias banhas, até que fiquem crocantes mas pingões, as carnes não se querem secas. Vamos montar o taco: pela base, alfaces variadas, rúcula selvagem, o molho de feijão, as partes secretas do porco, maionese aromatizada com alho e umas lascas de parmesão que tiras no momento. Acompanhante de luxo: Cerveja Corona bem gelada com um gomo de lima entalado no gorgomilo da garrafa.

tacos_0010 copytacos_0005FB copytacos_0007 copytacos_0006 copy

Sande d’ Choque Frite com maionese de wasabi, manjericão e cebolinho

8 Julho, 2013 § Comentários fechados em Sande d’ Choque Frite com maionese de wasabi, manjericão e cebolinho

Se não tens um choco fresco e macio estás frito!! Pede à peixeira que te amanhe o choco ali mesmo em cima da bancada. Trá-lo inteiro para o poderes cortar às fatias, nem muito grossas, muito finas também não. Sem tempero, porque é já apaladado por natureza, quando o tiveres na mão deve ter apenas a húmidade natural das suas carnes, passa as tiras pela farinha de milho e reserva. Numa fritadeira com o óleo de girassol a 190º C vais fritar as tiras até que fiquem loiras, manda abrir uma loira enquanto esperas, escorre-me o lubrificante após a espera. Usa papel grosso mas suave [de cozinha em rolo].
Barras-lhe o pandeiro, que deve ser feito de farinhas de qualidade, com maionese perfumada de wasabi, mangericão e cebolinho, aditas umas folhas de agrião amantizadas com chucha[-me]; os tomates. Em cima dos tomates as tiras de choco frito, secas, crocantes a estalar nas beiças, aspergidas de sumo do quarto de um limão.
Acompanhante de luxo Quinta do barranco longo Branco, bem fresco de preferência em flute. Com este calor, até reviras os olhinhos de prazer.

sandes choco-2sandes choco-4sandes choco-1sandes choco-3